Síndico: saiba como resolver a alta inadimplência no condomínio

A inadimplência dos condôminos no pagamento da taxa condominial é um constante problema para os síndicos e para as administradoras. É comum um vermos uma inadimplência que oscila entre 10% e 15% já no início do mês. Mas, como resolver esse problema e melhorar a saúde do caixa do condomínio?

A taxa de condomínio nada mais é do que o valor pago pelos condôminos para custear as despesas com água, luz, manutenção, segurança, dentre outros custos existentes. Com isso, caso a taxa não seja paga na data correta, o condomínio pode acabar ficando inadimplente com algum desses custos.

Após a data de pagamento, é normal que alguns condôminos peçam algum desconto em seu pagamento, porém essa atitude pode prejudicar o condomínio, já que a taxa nada mais é do que um rateio do custo total que é gerado. A única maneira de reduzir a taxa condominial seria reduzir também os demais custos com água, luz, segurança, funcionários, etc.

Por sua vez, sabemos que a inadimplência não é algo positivo para nenhum dos lados. Geralmente ela é gerada por conta de problemas financeiros, algum problema de saúde na família ou até mesmo por uma situação de desemprego do morador. Com isso, é importante que o síndico preveja isso até mesmo no planejamento orçamentário realizado anualmente.

Ainda assim, estamos vivendo um momento de incertezas e sérios problemas econômicos no país, o que faz com que essa inadimplência aumente consideravelmente. Esse problema acaba sendo dirigido ao síndico, que terá sérios problemas para manter a saúde financeira do condomínio estável, mesmo sabendo das dificuldades de todos.

Para auxiliar a resolver esse problema, temos aqui QUATRO dicas de como melhorar o índice de inadimplência do seu condomínio. Saiba como cobrar os inadimplentes de uma forma melhor e com novas formas de pagamento.

Estabelecer um fundo de reserva

A inadimplência não é algo que deixa ninguém contente, pois geralmente está ligada a problemas financeiros ou desemprego. Contudo, ela acontece e o síndico deve estar preparado para isso.

Para que as contas fechem e a administração tenha sucesso, o condomínio deve ser administrado como se fosse uma empresa. Assim, deve ter um caixa que cubra eventuais despesas nos momentos de crise e de falta de orçamento.

Dessa maneira, ter um valor fixado para o fundo de reserva é importante, pois quando esses problemas ocorrerem, esse valor poderá comportar os custos principais, mesmo que temporariamente.

A falta de um fundo como esse pode fazer com que o condomínio deixe de honrar com suas contas, caindo assim em custos com altos juros e multas pesadas. Esse problema pode acabar se tornando uma bola de neve, ainda mais em condomínios grandes e com custos altos.

Entenda o motivo do atraso no pagamento

Como já mencionado, a inadimplência geralmente não é algo que acontece pela má-fé, apesar de sabermos que isso existe. Normalmente o morador que está com seu condomínio atrasado pode estar passando por alguma dificuldade pessoal ou financeira.

Desse modo, o contato pessoal e a intenção de entender o momento desse morador e querer ajudá-lo a resolver a dívida é de suma importância. Estabelecer um conflito não é bom para nenhum dos lados, pois pode resultar em algo que talvez não ocorresse se uma conversa fosse realizada.

Expor o inadimplente também não é indicado, pois pode constranger o mesmo frente aos outros moradores e gerar uma disputa judicial. O mesmo se diz de bloquear o acesso desse inadimplente a usufruir das áreas condominiais como churrasqueiras, salões de festa e academias.

O Judiciário já possui inúmeras decisões que mostram que a pena para o não pagamento da taxa condominial é a multa e os juros. Uma proibição do uso das áreas comuns é considerada uma segunda pena, o que não é admitido pelo judiciário.

Por isso, mantenha um ambiente saudável e colaborativo entre os moradores, livre de problemas e conflitos.

Estabeleça um desconto para quem paga com antecedência

Criar um benefício para o pagamento antecipado pode fazer com que mais condôminos vejam as vantagens de estarem com seu pagamento em dia. Além disso, o condomínio também possui a segurança de receber o valor com antecedência e facilitar assim o seu planejamento.

Tal desconto pode ser previsto e discutido com a assembléia, além de reforçar o fundo de reserva quando não utilizado.

Faça acordos e parcelamentos

O parcelamento da taxa condominial é possível e inclusive considerado como uma renovação de dívida, o que faz com que o condômino não seja mais considerado inadimplente. Esse parcelamento por muitas vezes auxilia o caixa do condomínio e também favorece que o inadimplente consiga honrar com o pagamento da dívida.

Ainda, existem plataformas que realizam esse parcelamento diretamente com o condômino por meio do cartão de crédito, facilitando para o condomínio que receberá o valor à vista.

A Parcelinha Digital é uma plataforma para esse tipo de solução. Com ela o condômino paga a taxa de condomínio parcelada em até 12 vezes no cartão de crédito, favorecendo o fluxo de caixa para o síndico que recebe o pagamento à vista e não precisa mais se preocupar com aquela unidade.

A Parcelinha possui inclusive parcerias com síndicos e administradoras, o que pode gerar um desconto ainda maior para os condôminos que utilizam a plataforma.

Saiba mais sobre nossos serviços entrando em contato conosco clicando na imagem abaixo ou deixando um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s